A Arte do Alinhamento

A Arte do Alinhamento

A arte surrealista de Pablo Picasso pode ser a metáfora perfeita para um alinhamento de negócios de sucesso.

Cada componente facial é absurdamente diferente e Picasso torna-as ainda mais diferentes. No entanto, continuamos a ser capazes de captar a personagem a partir do retrato apresentado em que todas estas componentes se alinham para produzir o resultado final. Tal não é diferente das estruturas organizacionais. É comum verificar um desvio de alinhamento dos diferentes gestores relativamente à visão que desejam para a sua organização. Consequentemente, cada um escolhe prioridades diferentes.

Assim, é comum existirem tomadas de decisão adiadas, carência de sinergias e dificuldades acrescidas na implementação de projetos transversais a várias áreas.

É necessário garantir a concordância entre os decisores ao estabelecer a orientação estratégica da organização, assim como na definição das consequentes iniciativas prioritárias. De facto, esta é a primeira etapa do Strat to Action a ser alcançada. Posteriormente, é responsabilidade dos líderes destacarem estas prioridades de melhoria entre as suas equipas, mantendo o foco e o esforço sobre os objetivos estratégicos traçados.

O Strat to Action é um processo estruturado KAIZEN™ para levar à prática a implementação das decisões estratégicas de uma organização, garantindo o alinhamento desde o topo até ao ponto de impacto. Este processo é composto por ciclos anuais, que ocorrem em etapas de planeamento e revisão, frequentemente designadas por Hoshin Planning e Hoshin Review.


Hoshin Planning and Hoshin Revision


O Hoshin Planning define objetivos disruptivos de 3 a 5 anos a partir das prioridades estratégicas da empresa e da visão construída na Análise de Value Stream Empresarial. Esta atividade é fundamental para os gestores identificarem o desperdício na sua organização e perceberem o quão “agressivos” devem ser na definição dos objetivos de melhoria.

Depois de definidos, estes objetivos de 3 a 5 anos são, depois, transformados em objetivos disruptivos anuais e incorporados numa matriz que será desdobrada e implementada por toda a organização.

De modo a assegurar uma implementação eficiente em relação às prioridades de melhoria, é necessário realizar uma análise detalhada dos processos envolvidos - Análise de Value Stream do Departamento - identificando oportunidades para disrupção, otimização e crescimento. Esta é uma fase crucial do Hoshin Planning, uma vez que obriga os líderes e as suas equipas a pensar em subprocessos que devem ser realmente melhorados.

Entretanto, o Hoshin Review inclui revisões periódicas ao progresso do plano de implementação delineado, juntamente com a introdução de contramedidas para corrigir desvios em relação aos objetivos definidos.

Mais do que nunca, as organizações estão atentas à dinâmica de mudança do mercado, tentando manter-se sempre um passo à frente dos seus concorrentes. Por esta razão, a metodologia Strat to Action é uma oportunidade para impulsionar a comunicação dentro da organização, garantindo o alinhamento e a definição das prioridades que são realmente importantes e estratégicas. O processo Strat to Action desempenha um papel fundamental para obter resultados eficientes e consistentes em qualquer organização.



Strat to Action Book

Encomende o seu livro agora

Recent Posts

 

Está interessado nos serviços de consultoria do Kaizen Institute?

Ajudamos as equipas dos nossos clientes a melhorar os resultados, colocando em prática paradigmas inovadores.

Está interessado nos serviços de formação do Kaizen Institute?

O Kaizen Institute apresenta um programa diferenciador de treino que garante a aprendizagem da teoria através da prática, bem como visitas benchmark.

Newsletter

Receba as últimas notícias sobre o Kaizen Institute. Subscreva agora.

* campos obrigatórios

arrow up